Televendas

(62) 3272-3700

Rua dos Cravos N° 548 Lt 01

St. Pq. Oeste Industrial, Gyn.GO

home-bg

Conselho debate impacto de leis e ajuste fiscal sobre pequenos negócios

Fórum da CNI para micro e pequenas indústrias discutiu o reflexo de temas atuais, como terceirização e crise, sobre negócios no país.

No segundo encontro do ano, os integrantes do Conselho Temático Permanente da Micro e Pequena Empresa (Compem) repercutiram nesta quinta-feira (30) alguns dos assuntos abordados durante o 2º Seminário Pense nas Pequenas Primeiro, realizado nesta quarta-feira (29), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Também foram debatidos temas como a terceirização e a parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), além de financiamento e lei Anticorrupção.

O presidente do Compem e também presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, observou que o seminário levantou a discussão sobre a segunda chance aos empreendedores.

“No Brasil, o empresário ainda não tem esse tipo de suporte. Por isso, foi importante conhecer o que outros países estão fazendo e que tem dado certo”, avaliou.

ASSUNTOS LEGISLATIVOS - A pauta do encontro teve uma apresentação, por parte do gerente de Informação e Estudos da Unidade de Assuntos Legislativos da CNI, Frederico Cezar, da Agenda Legislativa 2015, com foco nos projetos de interesse aos negócios de menor porte.

A gerente-executiva de Relações do Trabalho, Sylvia Lorena, por sua vez, expôs aos intergrantes do Compem as expectativas quanto à apreciação, no Senado, do projeto de terceirização (PL 4.330), aprovado na Câmara dos Deputados na semana passada.

A diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, o gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco, e o secretário de Transparência e Prevenção da Corrução da Controladoria-Geral da União (CGU), Renato Capanema, também participaram do encontro.

A próxima reunião do Compem será realizada no dia 3 de junho, em Belém (PA).

Por Ariadne Sakkis.

Da Agência CNI de Notícias.